PROJETO ARTE E CIDADANIA EM HELIÓPOLIS





MÓDULO I - O DIA EM QUE TÚLIO DESCOBRIU A ÁFRICA - REALIZADO EM 2009




MÓDULO II - NORDESTE/HELIÓPOLIS/BRASIL - REALIZADO 2010/2011






MÓDULO III - UM LUGAR AO SOL ( EM ANDAMENTO)



domingo, 15 de março de 2009

ARTE E CIDADANIA EM HELIÓPOLIS - O PROJETO

APRESENTAÇÃO

Este projeto visa à Formação de Jovens Artistas/Cidadãos por meio de aulas práticas e teóricas com o objetivo de Criação de um Espetáculo Teatral inspirado no texto O DIA EM QUE TÚLIO DESCOBRIU A ÁFRICA – Um Jovem Brasileiro Visita as Civilizações de Seus Antepassados - texto de RALF RICKLI que será também adaptado por ele,com elenco formado por jovens da comunidade de Heliópolis - ANDREIA TAMARA, CRISTIAN DAVID, DANILO PEREIRA, DONIZETE BONFIM, JÉSSICA ALEXANDRE, JULIA RAQUEL, LIGIA ALBARRACIN, LUCAS LEMOS, VANDA MAYULE - mais artistas convidados - MARIA MELLO, SILVIO PAULINO DOS SANTOS e LEO GONZAGA. Um grupo de professores - ANA PORTICH, JOBI ESPASIANO, KIUSAM DE OLIVEIRA, MAYSA LEPIQUE, PAULO FABIANO, RALF RICKLI, SILVANA ABREU - será responsável pela formação do grupo na primeira fase do projeto. O projeto tem Coordenação Artística de EGLA MONTEIRO. O espetáculo será realizado sob Direção de MIGUEL ROCHA e EGLA MONTEIRO.


MATÉRIAS DE ESTUDO E PESQUISA ENVOLVIDAS NA FORMAÇÃO


1. História e Formação do Povo Brasileiro - Aula Inaugural com FRANCISCO ALAMBERT
2. Ética e Cidadania - ANA PORTICH
3. Interpretação - PAULO FABIANO
4. Expressão Corporal - SILVANA ABREU
5. Expressão Vocal - MAYSA LEPIQUE
6. Dança - KIUSAM DE OLIVEIRA
7. Estudo do Texto/Dramaturgia - RALF RICKLI
8. Canto - JOBI ESPASIANI



SOBRE O TEMA

A intenção de focar este trabalho na questão racial, com ênfase na questão dos negros no Brasil, leva em conta a realidade vivida na comunidade, diariamente, pelos jovens envolvidos no projeto. Elaborar artisticamente estas questões pode ser um caminho de debate, reflexão e encontro de novas perspectivas para mudar esta realidade.

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), órgão da ONU, produziu um levantamento sobre o desenvolvimento humano no Brasil, lançado em 2006, reunindo uma série de indicadores sociais e econômicos do país e concluiu que, em todos eles, os negros brasileiros estão em situação desfavorável.

O estudo afirma que 64,1% dos pobres brasileiros são negros e que a taxa de desemprego da população negra foi, na média, 23% maior do que o índice de brancos sem emprego entre 1992 e 2003.

O relatório da entidade diz que a democracia racial brasileira é um “mito” e defende uma ação conjunta do governo e da sociedade para combater o racismo no país.
O Pnud também aponta o perfil das principais vítimas da violência no Brasil: negro, jovem, de sexo masculino e solteiro. De acordo com o relatório, a taxa de homicídios para a população negra é de 46,3 para cada 100 mil. O índice é quase o dobro do registrado para
brancos. O estudo afirma ainda que os negros são também as maiores vítimas da violência policial no Brasil. Além disso, acrescenta a ONU, os réus negros tendem a ser mais perseguidos pela polícia, enfrentam maiores obstáculos no acesso à Justiça comum e têm mais dificuldade para exercer o direito de ampla defesa.

“Revelar a relação existente entre racismo, pobreza e violência é um passo fundamental para compreender a forma singular que a manifestação do racismo adquire na sociedade brasileira”, diz Carlos Lopes, editor-chefe do relatório.

Então, nós que pensamos o teatro como um espaço privilegiado para refletir sobre o humano, consideramos que essa questão seja fundamental para o presente e futuro do povo brasileiro.

1 comentários:

Tatiane disse...

BOA NOITE A TODOS!!!

GOSTARIA DE AGRADECER A DEUS E A TODOS VOCÊS DESSE GRUPO TEATRAL QUE DERAM ESSA OPORTUNIDADE PARA O MEU QUERIDO IRMÃO DANILO PEREIRA.
ESSA OPORTUNIDADE É ÚNICA E DIGO PARA ELE QUE ELE DEVE AGARRA-LÁ COM TODAS AS FORÇAS DESSE MUNDO, E QUE COM CERTEZA ESSE GRUPO CRESCERA POR MEIO DESSE TRABALHO LINDO QUE É A ARTE.
O DANILO É UM MENINO QUE EU CUIDEI DESDE MUITO PEQUENINO, E QUE CRESCEU COMO EU EM UM AMBIENTE FAMILIAR CHEIO DE MÁGOA, RAIVA, ÓDIO E DE MUITAS PRIVAÇÕES, POR ISSO ACREDITO QUE ESSE GRUPO ESTÁ SENDO MUITO IMPORTANTE PARA ELE VER QUE A VIDA VALE MUITO A PENA, PRINCIPALMENTE QUANDO PENSAMOS EM AMOR, AFETO E AMIGOS.
OBRIGADA GRUPO E DIREÇÃO VOCÊS SÃO AS LUZES QUE EU PEDI TANTO A DEUS PARA ILUMINAR O CAMINHO DO MEU QUERIDO PEQUENINO DANILO.
OBRIGADA, TATIANE A. MARQUES.

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.